Tag Archives: dinâmica de sensibilização

♥ O poder do amor ♥

6 set

coração pulsandoÉ incrível perceber o quanto um pouquinho de carinho pode transformar as relações entre as pessoas.

Na escola então nem se fala!

Só tendo um coração de pedra para não se consternar após receber um  abraço sincero de uma criança de 7 anos de idade.

Foi mais ou menos neste clima que fui recebida no meu primeiro dia de aula na escola da prefeitura de São Paulo na qual me efetivei dia 28/08/10.

Os primeiros contatos foram um pouco imapctantes. Para quem vem de 13 anos de Estado o choque foi grande.

Sempre ouvi falar que na prefeitura de São Paulo o professor tem a disposição muito material pedagógico, que os alunos são carentes em sua maioria, só vão pra escolar por causa do leite que recebem e da merenda que é servida coração pulsandoduas vezes no período. Além disso, há muitos profissionais de apoio e os professores são muito unidos e receptivos.

Não sei se caí numa das exceções à regra, mas lá há uma excassez de material de papelaria, apesar das duas refeições os alunos são bem mirradinhos. Eles são carentes mesmo e para completar apresentam  baixo rendimento escolar. Em relação aos profissionais de apoio e aos professores confere.

Eu sou professora eventual efetiva de inglês o que lá é chamado de Módulo.

Pra mim tudo é muito novo e a única informação a respeito que tenho é que dentro das atribuições da minha função está: o acompanhamento do professores titular de classe bem como auxiliar os alunos com menor rendimento escolar.

A minha primeira aula foi acompanhar a professora de Artes que está trabalhando arte no antigo Egito. Eu fiquei de boca aberta, pois sou fascinada pela história egipcia.walk like an egpician

Eu pude sentir pelo comportamento dos alunos  que eles são fraquinhos, o bullying é constante, eles não são críticos, facilmente manipuláveis e carente emocionalmente. Já os professores, solvo raras exceções, têm muitos anos de magistérios e já não estão muito preocupados com a qualidade do ensino. Há uma ligação muito forte entre disciplina e punição e o diálogo quase inexiste.

A escola é feia, não tem alegria. Não tem plantas, não tem jardim. O playground todo cinza, com cores quase imperceptíveis. As carteiras dos alunos são velhas e muito deterioradas, a sala de leitura parece um mausoléu com aqueles nichos de alvenaria lembra bem as gavetas de cemitério.

Minha cabeça viajante já começou a fervilhar e pensar num modo de mudar esse padrão de comportamento principalmente em relação ao bullying. Tinha também de arrumar um meio de atrair a simpatia da turma e ganhá-los. Inteligência emocial é o caminho.

Um princípio básico para o desenvolvimento da inteligência emocional na sala de aula é o respeito mútuo pelos sentimentos dos outros, e para tanto é necessário que o professor saiba como se sente e seja capaz de comunicar abertamente suas sensações e sentimentos. O professor não deveria negar suas emoções negativas e sim, ser capaz de expressá-las de modo saudável na comunidade que constrói com seus alunos.

Depois de tantos anos, voltar a ser professora eventual foi uma prova de Deus para mim. Creio que eu estava subindo demais e perdendo a noção de humildade que caracteriza a relação de professor com aluno, pois para ensiná-lo tenho que colocar em seu lugar. Como eu sou uma pessoa extremamente espiritualista tento buscar sempre uma explicação espiritual para o desenrolar dos fatos.

No meu caso o que está sendo mais difícil é fechar a minha boca enorme e fazer o que é próprio da minha função.

Eu sei que, apesar dos 13 anos de magistério, sou uma das exceções entre os professores. Com a experiência comecei a utilizar minhas habilidades pessoais  a serviço da minha profissão.Muitos profissionais com as minhas características certamente estariam ganhando muito dinheiro com propaganda e marketing, mas eu não me sentiria confortável dipondo da minha criatividade e capacidade de uso da palavra a bem do capitalismo selvagem. Citando Jesus “os são não têm necessidade de médico”. Essa é a Shirlei protera dos fracos e oprimidos…

Bolei uma dinâmica para que eles percebessem como se sentem quando recebem carinho e quando são tratados com ignorância. Eu devo ter visto isso em algum lugar, depois que conversei com uma professora que dá aula comigo no Estado vi que posso ampliar a dinâmica.

Antes de fazer a atividade com a sala me apresentei, falei quem eu era e o que estava fazendo ali. Pedi para que organizassem as carteiras , falei num tom de voz amistoso, procurei utilizar palavras que tocassem no emocial de cada um, falei sobre as minhas primeiras impressões a respeito do escola e deles. Na verdade, eu os desarmei. Fiz com que sentissem que eu os enxerguei e que eles eram importantes.

Não sei se é porque eu estou meio calejada a lidar com aluno ignorante ou se o contigente de alunos metidos a “mano” é reduzido por lá. Só sei dizer que foi relativamente fácil. Até  me surpreendi comigo.

É o poder do amor e com ele ninguém pode.É o amor que constrói, que vence o ódio, aniquila o mal. Cabe aqui um aparte do grande Camões.

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?

A dinâmica de sensibilização (versão 1) foi assim:coração pulsando

Pedi que um voluntário se sentasse em uma cadeira que coloquei na frete da turma. Num primeiro momento eu comecei a dizer palavras de otimismo, de carinho, fiz elogios e finalizei com um abraço apertado. Perguntei ao aluno como ele havia se sentido e se havia gostado de ser tratado daquela  maneira. Depois comecei a humilhá-lo, zombando dele, provocando-o e o intimidando e termino a representação empurando-o. Volto a fazer a mesma pergunta a respeito de como havia se sentido e também lhe pergunto qual das sensações ele quer ter mais presente na vida dele.

Dinâmica de sensibilização (versão 2)

Para melhor organização da sala, se ela for meio indisciplinada, eu aconselho a fazer a atividade sentado. Três alunos têm papéis definidos que se revezam ao comando do professor. Um é o anjo, o outro o capeta e um deles é o ouvinte. O anjo fala ao ouvinte a respeito de tudo o que é bom. belo e agradável ao mesmo tempo que o capeta fala sobre a dor, a destruição e situações desagradáveis.  Depois de um minuto trocam-se as posições até que todos participem em todos os papéis.Depois eles se escrevem na parte de cima de uma folha o que eles querem de positivo para a vida deles e na parte inferior o que é negativo e que querem bem longe deles.

coração pulsandoDiscuta com eles as perspectivas que eles tem pela frente e como pensam em alcançá-las. Peça para que separem a folha ao meio e que amassem e joguem no lixo tudo o que desejam distância.

Retome os projetos de vida que eles apresentaram e peça que eles escrevam um texto dissertativo explicando que estratégias utilizarão para alcançar seus objetivos.

A vida é um dar e receber, ação e reação. Só que apesar de gostarmos de receber coisas boas nos sentimos constrangidos e vuneráveis quando deixamos transparecer nosso lado bom. É só prestar atenção aquele aluno mais arredio e grosseiro é o que é  mais necessita de carinho e atenção.

Deu certo! No dia seguinte, quando encontrei com alguns alunos que haviam me tratado com indelicadeza já estavam um doce comigo.

Ainda tenho um longo trabalho pela frente, mas estou arando a terra com paciência. Eu até que queria tentar entrar no SPE (sistema prefeitura de ensino), mas eu não consigo! Já abri minha bocarra e falei dos projetos de charges e quadrinhos que eu gosto de desenvolver. E a coordenadora da escola,  “minha irmã mais velha”, nós somos parecidíssimas tanto na aparê

ncia, como no jeito de falar e até nas idéias, pediu para que eu trabalhasse com os alunos.  Eu odeio acordar cedo, mas está sendo um prazer trabalhar na minha nova escola.                                                                                                                                                                                                                                                                 coração pulsandocoração pulsando


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 34 outros seguidores